2013/02/25

Sobre a confusão nas bancadas do VSC B x Braga B este fim de semana

Não vi, a não ser pela TV mais tarde. Mas já li muitas coisas - a atribuir a culpa a todos: aos adeptos que apenas querem provocar distúrbios (os de Guimarães por terem invadido a outra bancada, os de Braga por terem atirado petardos), à polícia (porque não estava e quando lá foi serenar os ânimos foi logo embora) e até ao Governo (por causa da lei que não obriga à presença da polícia).

Analisando calmamente e de fora, chego a uma conclusão: o único culpado ainda não foi acusado nem, que eu saiba, se acusou. E o único culpado é, quanto a mim, o clube organizador da partida que deveria saber que dadas as tensas relações entre as equipas (agravadas na véspera com um confronto entre ambas as equipas principais) deveria sempre ter requisitado a polícia para este jogo, que seria sempre de alto risco.

De trás para a frente, não adianta culpar o Governo (a lei não proíbe que se chame a polícia, nem isenta o organizador de a chamar quando entender que é necessário) nem a polícia (que não tendo sido convocada antes, só lá foi de emergência e mal a causa do problema estava sanada, saiu do local, como é norma acontecer nessas situações) nem os adeptos (porque não são os adeptos "normais" que fazem isto, são membros das "claques oficiais" dos clubes e no dia em que os clubes as deixarem de apoiar com bilhetes mais baratos, facilitando a entrada de material perigoso para dentro do estádio e fechando os olhos às tropelias que fazem, o problema se não acabar, pelo menos diminuí drasticamente).

A culpa é apenas dos clubes. Que quando organizam o jogo não tiveram o bom senso de pensar no alto risco envolvido no mesmo - deu no que deu, felizmente sem nada grave a assinalar, mas poderia não ter dado em nada se a policia tivesse sido requisitada para este jogo. Isso tem custos? Sim, tem, com toda a certeza, mas não ter chamado a polícia irá ter, quase de certeza, um custo muito maior! Os dirigentes dos clubes são os responsáveis maiores pelo acontecido - porque andam há anos em guerras, guerrinhas e bate-bocas acicatando os adeptos, porque deviam ter a sensibilidade de perceber quando é que o jogo é de alto risco ou não, e porque andam, tal como o país andou, a colocar os clubes a viver acima das suas possibilidades com orçamentos irreais para uma época que, por norma, no Natal já estouraram - e esse é o único motivo provável para não ter sido chamada a polícia ontem como noutros jogos: falta de dinheiro para pagar o serviço prestado!
Enviar um comentário