2004/04/01

Ontem estava a brincar...

...mas como não se brinca com coisas sérias, hoje deixo a minha opinião a sério!

Se respondesse ao questionário do Público sobre qual a minha selecção e que tal estou a achar o trabalho do Scolari, estas seriam as minhas respostas:

1. Vitor Baia; Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Jorge Andrade, Nuno Valente; Costinha; Deco, Maniche, Figo, Simão; Pauleta. treinador: Mourinho! Eventualmente, aceitava que pudesse jogar o Rui Costa no lugar do Deco, desde que aguente no mínimo uma parte inteira; e o Boa Morte em vez do Simão, se fosse preciso fechar mais a defesa. De resto, por que raio de carga de água é que ia alterar uma das melhores defesas da Europa (a do FC Porto, rotinada como está, INCLUINDO Vitor Baia!) ou o meio campo que tão boa conta tem dado de si em muitos estádios pela Europa fora (em Madrid, em Marselha, em Machester, não falando aqui mesmo em Portugal, etc...) e que tem rotinas, sabe onde os outros estão, etc... Sejamos claros, é necessário haver uma base, um núcleo duro, ao qual apenas bastará "juntar" mais alguns elementos de qualidade indiscutivel. Neste caso, basta pegar na base do FC Porto (6ª equipa do mundo no ranking oficial do IFFHS e 3ª no ranking da CNN) e retirar quem não é seleccionável - Jorge Costa, por opção, Alenitchev e McCarthy. E ver quem os pode substituir - com vantagens, diga-se de passagem, que é o Jorge Andrade, o Figo e o Pauleta. Negar isto, é não perceber nada de futebol. Negar isto, é ser parcial e clubista quando devia ser por Portugal!

2. Como é evidente, quando para o onze inicial indico o "meu" treinador, dizendo que é o Mourinho, acho que o trabalho do Scolari é muito fraco! Não sou hipócrita nem ando a dizer que só depois do Euro é que se vai ver se fez um bom trabalho ou não... Ao fim de 14 jogos e um ano de trabalho, qual é o pecúlio de Scolari: vitórias (e às vezes com dificuldades...) frente a "ceguinhos", empates e derrotas contra selecções que vão estar no Euro. Sai desta excepção o excelente jogo contra o Brasil, que cada vez mais se afigura como a excepção qe apenas confirma a regra dos outros jogos... E se digo que é fraco, não é apenas pelos resultados. Acho que ele não é um bom condutor de homens, não tem carisma de líder (nem sempre um homem se impõe pela força e pelo berros, como qualquer político o sabe...) e tem criado demasiados conflitos com muita gente. Não é só com o FC Porto (e os seus adeptos) mas com jogadores perante os quais não justifica as opções que toma, como por exemplo o Quim que nem por jogar em Braga, sua cidade-natal e clube, teve direito a entrar em campo uns minutos. E, há que aceitar isto, o divórcio entre o público e a selecção é já evidente: para além de ter os adeptos do FC Porto de pé atrás, basta ver a lotação do estádio ontem, que não só não encheu como nem meia lotação devia ter... E há bem pouco tempo atrás, os estádios como o de Guimarães enchiam para ver a selecção de esperanças!
E, ao contrário de Scolari, sou capaz de justificar as minhas opções e falar sobre os "ausentes"! O Ricardo, conforme ainda ontem demonstrou, não aguenta a pressão que está a ter sobre os ombros de ser o escolhido desta forma. Para além disso, não tem nem a experiência (nem falo na internacional, limito-me à nacional) que o Vitor Baia tinha com a idade do Ricardo... O Rui Jorge teve o seu tempo, e mesmo o Nuno Valente será sempre uma opção temporária, à espera que a formação dos clubes portugueses seja capaz de produzir um novo Inácio, por exemplo... O Fernando Couto, que adoro e acho um excelente central, será sempre a primeira opção, tem o azar apenas de encontrar um Ricardo "imperial" e um Jorge Andrade cheio de traquejo internacional e muito competitivo e rápido. O Rui Costa, que é suplente não muito utilizado no Milan, infelizmente já não aguenta um jogo inteiro. Aliás, dúvido que num ritmo elevado e com temperaturas altas, como deverá ser em Junho (e Julho, se lá chegarmos...) aguente meia parte! Mas continua a ser um excelente jogador, apenas não sei é se ainda serve ou não os interesses da selecção. O Petit, de quem gosto muito, por achar que só devemos ter um trinco, é preterido em relação ao Costinha devido às rotinas que este tem com os outros jogadores por mim escolhidos. Mas será sempre uma excelente opção para o substituir. O Tiago, apesar de ser um excelente jogador, não acho que seja (pelo menos para já) superior ao Maniche. Mas será sempre um excelente "banco". Entre o Simão e o Boa Morte, julgo que o Simão é melhor opção em tudo, menos no pormenor que não defende, pelo que quando jogarmos contra uma selecção que obrigue os extremos a "olharem" para a defesa, este talvez seja melhor opção. Outras opções: Ricardo e Quim, Miguel não (para além de estar em má forma, não defende, só é um atacante mediocre, antes o Beto adaptado), Fernando Meira (bem melhor do que o Beto), Pedro Mendes (se estiver fisicamente apto), Hugo Viana (apesar de quase não jogar, é um excelente jogador), Postiga (também não joga, mas é um bom ponta de lança e está habituado a jogar com os jogadores do FC Porto), Nuno Gomes não (para além de falhar muitos golos, coisa para a qual é pago, não gosto do estilo, antes preferia o Hugo Almeida), Cristiano Ronaldo (apesar de ainda estar muito verde, de ainda ser um pouco inconsequente nas acções, porque senão jogava ele em vez do Simão), Sérgio Conceição não (pois está num momento de forma deplorável, pois estando na máxima forma seria titular em vez do Simão) e João Pinto também não (para além de ter feito uma época globalmente fraca, não gostei da imagem que deixou após o último mundial, e asusmo isso sem problemas).
Por último, justificar o Mourinho como seleccionador/treinador. Porque sim, porque já demonstrou que ele é de outro calibre como não há mais ninguém, neste momento, nascido em Portugal (ou nas ex-colónias...) e era homem para fazer acreditar às prima-donas que podiam até ser campeões do mundo contra o Brasil do tempo do Pelé! Mas até o Agostinho Oliveira estava a fazer melhor trabalho do que aquele que o Scolari fez desde que tomou conta da selecção...

E espero que seja eu que esteja terrivelmente enganado, mas julgo que o problema é mesmo o Scolari e não eu...
Enviar um comentário