2010/07/29

Oi?



O patriotismo para o Governo tem um preço: 350 milhões de Euros! É a diferença entre aceitar o negócio da venda da Vivo e não aceitar no principio do mês.

Porque as condições não mudaram. As negociações com a Oi já decorriam e era do conhecimento público, noticia de vários jornais, que há várias empresas interessantes no Brasil e na Américo do Sul onde podia investir.

Eu próprio o disse aqui, que com a venda da brasileira Vivo se podia usar parte do dinheiro para investir noutra operadora e ainda capitalizar bancos e pagar dívida. Que é o que vai ser feito agora. Para a história fica só o adiar do inevitável e o mau aspecto de ver o 1º Ministro tentar justificar e encontrar argumentos para a venda ontem depois do que disse há umas semanas...

Sem norte, sem rumo. É como estamos. Numa semana não se vende, na outra já é um grande negócio. Numa semana há portagens no fim do mês, noutra é só no mês seguinte, noutra é só para o ano. Numa semana há redução de 10% nas cativações ministeriais, noutra já não há. Vivemos assim, ao sabor da brisa do pantano em que se instalou o poder politico. Atolou e não se mexe. Até o próprio Presidente veio dizer que este ano, nas férias, tem menos de metade dos diplomas do último ano para analisar - significa que o Governo, simplesmente, se está a abster de legislar, de governar...
Enviar um comentário