2010/08/22

Leituras [55] - Gomorra, de Roberto Saviano



Terminei de manhã de ler este "Gomorra", uma crónica sobre o mundo da camorra, a mafia napolitana, contada por um italiano que tendo nascido no meio desse mundo, dele conseguiu fugir e sobreviver (ainda) após nos contar.

Mas esta não é minha literatura favorita, vou continuar assim com o livro que comecei nas férias em Portugal, "As Mulheres do meu Pai" de Agualusa, bem mais ao meu género.

Não sou grande adepto destas narrativas como este "Gomorra", prefiro bem mais estas histórias que baseadas na realidade, são devidamente ficcionadas e me prendem sempre mais um paragrafo, mais uma página, mais um capitulo, até ao final do livro!

Sinopse:
"Quando a realidade ultrapassa a ficção
Com mais de um milhão de exemplares vendidos só em Itália, encontrará certamente em Gomorra, páginas que o agarrarão e o vão arrastar para um abismo onde nenhuma imaginação consegue chegar.
Esta incrível e perturbadora viagem ao mundo dos negócios e do crime da Camorra começa e termina sob o signo das mercadorias, do seu ciclo de vida. Mercadorias “frescas” chegam ao porto de Nápoles todos os dias para serem de imediato ocultadas e armazenadas em prédios antigos. Mais tarde, chegam as mercadorias “mortas”, de toda a Itália e de meia Europa, sob a forma de escórias químicas, resíduos tóxicos ou mesmo esqueletos humanos, que são abusivamente despejadas nos campos da Campania, os mesmos onde os boss da Camorra edificam as suas mansões faustosas e absurdas – datchas russas, vivendas hollywoodescas, verdadeiras catedrais de cimento e mármores preciosos – que certificam o grau de poder alcançado.
Roberto Saviano nasceu em 1979 em Nápoles, onde vivia e trabalhava até que, em 2006, o êxito do livro, que cita nomes e lugares, o obrigou a viver oculto e sob protecção policial permanente."
Enviar um comentário