2010/08/18

Zap... foi-se!

E a explicação encontrei-a hoje: não tenho visto a liga portuguesa de futebol no canal de desporto sul-africano porque agora só na ZAP é que dá.

E o que é a ZAP?

A ZAP é a empresa que a Zon e Isabel dos Santos fizeram em parceria para transmitir televisão em Angola. Depois de há uns 10 anos atrás, mais coisa menos coisa, isto se ter passado em Portugal, em que a Sport TV é que transmitia e só quem tinha TV Cabo, por cabo ou satélite, é que podia ver, volta-me a acontecer o mesmo.

O problema é que na altura ninguém tinha TV Cabo em Portugal, foi no seu começo, e apenas uns poucos tinham satélite para apanhar os canais estrangeiros. Mas aqui em Angola há já uma rede fortemente implantada, a Multichoice, cujo custo trimestral é de cerca de 19 mil Kwanzas (mal comparado, 190 Euros) e cujo descodificador com antena incluído custou 22 mil Kwanzas. A "nossa" ZAP cobra cerca de 8 mil Kwanzas por mês (isto é, quase 24 mil Kwanzas por trimestre) e o descodificador e antena custam cerca de 60 mil Kwanzas (o triplo do que custa o Multichoice). Já não bastando ser muito mais caro o serviço, ainda tenho a agravante de ter um aparelho que funciona perfeitamente com mensalidades pagas até Novembro deste ano e que não sei como poderei convencer a minha empresa a mudar!

Resultado: milhares de portugueses por toda a África austral (Moçambique, África do Sul e Angola) vão ficar privados do nosso futebol, com excepção dos jogos em sinal aberto que continuam a passar na RTPi e SICi que por aqui também se apanha... ainda!

E se ao menos a net fosse em condições, ainda se conseguia ver em condições os jogos. Assim, resta-me o relato à velha maneira da minha juventude, com os ouvidos colados ao rádio - neste caso, às colunas do portátil ligado à TSF Em Directo...
Enviar um comentário