2012/08/17

Leituras [70] - A Quinta dos Animais, de George Orwell

Também conhecido como
"O Triunfo dos Porcos"
Ler este "A Quinta dos Animais" é um prazer, pois a fábula está muito bem construída e expõe claramente os podres do comunismo e a história da revolução soviética e da propaganda que tem sido utilizada (ainda nos dias de hoje...) para branquear os acontecimentos e as lideranças de Lenine e sobretudo Estaline, um verdadeiro sanguinário.

A associação de animais numa quinta à comunidade de pessoas que permitiu que Estaline fizesse o que fez, é brutal e muito dura, mas muito bem construída.

Dito isto, não gostei nesta versão de uma coisa: o tradutor assumiu aportuguesar os nomes dos personagens e locais onde a fábula decorre, mesmo que assuma que a quinta está em Inglaterra. Muito sinceramente, penso que preferia os nomes originais. A quinta ficar em Benquerença e o porco que anuncia as coisas ser o Tagarela, a vaca a Mimosa e o cavalo de tiro o Trovão não é muito convincente quando a história se passa em Inglaterra... enfim... Mas no resto, achei muito boa esta versão que, pequena, se lê em duas penadas.

Sinopse:

"Esta nova tradução de Animal Farm recupera o título original, contrariamente às edições anteriores, que adoptaram os títulos panfletários O Porco Triunfante e - o mais conhecido - O Triunfo dos Porcos
À primeira vista, este livro situa-se na linhagem dos contos de Esopo, de La Fontaine e de outros que nos encantaram a infância. Tal como os seus predecessores, Orwell escreveu uma fábula, uma história personificada por animais. Mas há nesta fábula algo de inquietante. Classicamente, atribuir aos animais os defeitos e os ridículos dos humanos, se servia para censurar a sociedade, servia igualmente para nos tranquilizar, pois ficavam colocados à distância, «no tempo em que os animais falavam», os vícios de todos nós e as sua funestas consequências. Em A Quinta dos Animais o enredo inverte-se. É a fábula merecida por uma época - a nossa época - em que são os homens e as mulheres a comporta-se como animais."
Enviar um comentário