2012/08/01

Leituras [68] - O Último Segredo, de José Rodrigues dos Santos

Seguem neste "O Último Segredo" as aventuras do criptanalista e historiador Tomás Noronha, personagem que JRS criou e tem vindo a desenvolver ao longo dos anos em aventuras várias.

Esta é, para mim, a mais fraca dessas aventuras. Achei-a demasiadamente descritiva da Bíblia, repetindo-se até amiúde, e não desenvolvendo nada em muitos capítulos, aulas puras do professor universitário Tomás Noronha à bela italiana Valentina Ferro. Os últimos capítulos são a parte melhor, onde os acontecimentos desenrolam-se em catadupa e com constantes viragens e surpresas, como é apanágio destes romances.

Penso que JRS teve algum receio ao abordar o tema deste romance e por isso, para sua defesa, preferiu explicar até à exaustão as teses defendidas ali, perdendo-se por isso a aventura e ganhando em conhecimentos sobre as contradições da Bíblia e sobre a credibilidade histórica de muitos dos episódios relatados no Novo Testamento.

No entanto, não é por isso que digo que é um mau livro. Não é, pelo contrário, é muito bom e interessante até pelo que expõe e permite compreender algumas coisas menos bem explicadas sobre os fundamentos do cristianismo, com muita clareza. Apenas acho é que o romance é pequeno, pois pelo menos metade do livro é pesquisa histórica e cientifica.

Sinopse:

Uma paleógrafa é brutalmente assassinada na Biblioteca Vaticana quando consultava um dos mais antigos manuscritos da Bíblia, o Codex Vaticanus. A polícia italiana convoca o célebre historiador e criptanalista português, Tomás Noronha, e mostra-lhe uma estranha mensagem deixada pelo assassino ao lado do cadáver. 
A inspectora encarregada do caso é Valentina Ferro, uma beldade italiana que convence Tomás a ajuda-la no inquérito. Mas a sucessão de homicídios semelhantes noutros pontos do globo leva os dois investigadores a suspeitarem de que as vítimas estariam envolvidas em algo que as transcendia. 
Na busca da solução para os crimes, Tomás e Valentina põem-se no trilho dos enigmas da Bíblia, uma demanda que os conduzirá à Terra Santa e os colocará diante do último segredo do Novo Testamento. A verdadeira identidade de Cristo. 
Baseando-se em informações históricas genuínas, José Rodrigues dos Santos confirma-se nesta obra excepcional como o grande mestre do mistério. Mais do que um notável romance, O Último Segredodesvenda-nos a chave do mais desconcertante enigma das Escrituras.

Excerto:
«A inspectora esboçou um esgar inquisitivo.“Erros? Que erros?”O historiados susteve-lhe o olhar. “Não sabia? A Bíblia contém muitos erros.”“O quê?”Tomás girou a cabeça em redor, procurando certificar-se de que ninguém o escutava. No fim de contas encontrava-se em pleno Vaticano e não queria desencadear nenhum incidente. Viu dois sacerdotes junto à porta que conduzia à Leonina, um deles devia ser o prefetto da biblioteca, mas concluiu que a distância era suficientemente grande e não corria o risco de ser escutado.Inclinou-se, mesmo assim, para a sua interlocutora e numa postura de conspirador preparou-se para partilhar com ela um segredo com quase dois milénios. “São milhares de erros a infectar a Bíblia”, murmurou. “Incluindo fraudes.”»


Críticas de imprensa:
«Melhor do que Dan Brown.»
Tros Nieuwsshow, Holanda 
Enviar um comentário