2011/11/11

Os pastos da Bósnia

Parece que hoje, lá num pasto ermo da Bósnia, a UEFA vai patrocinar um jogo de futebol de alta competição, onde participam o melhor marcador do campeonato espanhol e do campeonato inglês, além de alguns dos melhores jogadores do mundo.

É um estádio sem condições para o público, para a comunicação social e para os jogadores. Está bem para pastar ovelhas, para um jogo destes, nem pensar.

A dualidade de critérios da UEFA para os países e estádios é gritante. A Portugal é constantemente exigido elevados padrões no que toca às condições dos nossos recintos desportivos. Amiúde, os estádios dos clubes pequenos não servem para poderem realizar jogos europeus - de selecções ou das provas de clubes como a Liga Europa - e o novo (de 2010) estádio Aviva em Dublin, onde vi a final da Liga Europa em Maio passado, não se compara com qualquer um dos nossos estádios do Euro2004 no que toca a acessos exteriores ao estádio, espaços de circulação dentro do estádio ou dimensão das casas de banho, sendo que eu diria até que este estádio, em Portugal, teria muitas dificuldades em obter licença de utilização por parte das autoridades competentes, nomeadamente os bombeiros e direcção geral de espectáculos...

Isto já para não falar das condições de trabalho dos jornalistas ou de golpes "baixos" como nas imediações do hotel haver ruído que perturbe o descanso, apontar lasers e focos de luz a jogadores, pressão e intimidação física, entre tantas outras práticas que nada têm a ver com o jogo. Alguém disse uma vez que o rugby é um jogo de hooligans jogado por cavalheiros, enquanto o irmão mais novo futebol é um jogo de cavalheiros jogado por hooligans. Eu aditava agora que é também gerido por hooligans e com espectadores hooligans!

E mais logo, pelas 19h por cá, cuidado com as ovelhas naquele pasto onde se vai dar uns pontapés na bola...
Enviar um comentário