2004/03/24

FC Porto [ II - O jogo ]

Entrei então no estádio já com dez minutos de jogo e vejo o FC Porto a dominar o jogo, apesar da superioridade numérica do adversário, que contava com dois novos jogadores de última hora, ambos de preto, um a correr no meio campo defensivo do Lyon na 1ª parte e outro de apito na boca, sempre pronto a descobrir uma falta onde mais ninguém a via...

Mas a persistência valeu mais do que o resto e o Deco lá encontrou o caminho da baliza.

Na segunda parte, foi mais do mesmo, com a diferença que o 12º jogador do Lyon agora jogava no ataque... O FC Porto dominou e venceu com dois, mas podiam (e deviam) ter sido mais. Aliás, pergunto-me como chegou uma equipa como o Lyon a esta fase da Champions League... É que eles são fraquinhos, mesmo muito fraquinhos! Maus passes, atacantes insipidos, apenas se destacava uma "parede" de 2x2 que para lá andava no campo a fazer de trinco, que realmente ia limpando toda aquela zona, nem que fosse com faltas...

No final, o segundo golo que o Ricardo Carvalho marcou veio dar mais justiça ao marcador, além de que é um justo prémio para o melhor defesa central português da actualidade: ele sai com a bola controlada, ele limpa as bolas sem quase fazer faltas (acho que a média dele esta época é inferior a uma falta por jogo...) e está sempre no sitio onde a bola vai ter. Só quem for ignorante é que não vê que ele é, neste momento, um dos melhores centrais do mundo! E que devia ser titular ABSOLUTO da selecção...
Enviar um comentário