2004/08/30

Leituras [6] - O Monge e o Venerável

De Jack Christian, editado pela Bertrand Editora.

Esta foi a segunda leitura das minhas férias e é um livro dentro do espirito do primeiro que apresentei (O Código Da Vinci), isto é, põe um pouco em causa a verdadeira espiritualidade da Igreja Católica Romana dos dias de hoje, em comparação com o espirito simples e despojado que se crê que o seu fundador quereria, usando desta vez uma outra associação secreta, esta bem real, a Maçonaria para confrontar um monge beneditino (herdeiro de uma igreja simples e despojada de riquezas) com o mestre maçónico, durante a II Grande Guerra.
A leitura é interessante, fácil de ler, pequeno de tamanho mas rico de conteúdo.
Também aconselho a sua leitura, em 3 dias está lido, são menos de 200 páginas.

Sinopse:
"Como dois gladiadores na arena de todas as crueldades, põem-nos face a face. O prémio: a sobrevivência do vencedor no seio do horror nazi, numa fortaleza misteriosa onde um serviço especial, criado por Himmler, tem por missão arrancar os segredos daqueles que considera terem poderes ocultos. Os dois cativos são François Branier, resistente, médico e Venerável-Mestre de uma loja maçónica, herdeira dos construtores de catedrais, e o resistente, monge beneditino e radiestesista irmão Benoît. O Monge e o Venerável enfrentam-se porque a sua fé parece inconciliável. Um suspense em ambiente fechado...sob o olhar de Deus e do Grande Arquitecto."
Enviar um comentário