2011/10/12

O passo em falso!

Ontem pensei que fosse possível, quase natural, assegurar directamente a qualificação directa para o Euro2012.

Afinal, descobrimos que Shakespeare está mais actual do que nunca: havia algo de podre no reino da Dinamarca... e era a selecção de Portugal!

A equipa que ontem alinhou deveria ter todas as condições para garantir, no mínimo, o empate que bastava para arrumar o assunto. Mas algo falhou...

Falhou a atitude da equipa, que entrou a medo e lenta contra a velocidade e energia posta em campo desde o primeiro momento pelos dinamarqueses (golo sofrido aos 3 minutos, anulado, e golo validado aos 12 minutos). Falharam os principais jogadores da equipa que passaram ao lado do jogo: Cristiano Ronaldo só apareceu aos 91', Nani foi inconsequente o jogo todo, Carlos Martins foi uma nulidade absoluta.

É evidente que este jogo surgiu em má altura, com várias lesões e baixas de forma de peças nucleares do esquema de Paulo Bento. Felizmente que, pelo menos, Rui Patrício foi o melhor dos portugueses ou então em vez de comentarmos a derrota, estávamos a comentar a humilhação. Mas Paulo Bento não ajudou: afinal, porque não é convocado Bosingwa? E será que Postiga estava melhor que Nuno Gomes, apesar da sua proveta idade? E não haverá melhor que Carlos Martins?

Enfim, a realidade que este foi um passo em falso e em vez de carimbar o passaporte para a Polónia/Ucrânia, vamos ainda ter de fazer uma viagem à Bósnia, à Estónia, ao Montenegro ou à fava da Turquia para lá podermos chegar. Não vai ser fácil, mas desde que não joguem como ontem, ainda é possível...
Enviar um comentário