2011/08/19

Obrigado


Imagem Público

O agradecimento é pelo que fez no FC Porto, em duas épocas fantásticas. Mas não parte sem deixar um travo amargo pela sua saída. Não por ser insubstituível - ninguém o é e ele é a prova disso mesmo, veio substituir o "insubstituível" Lisandro. E antes houve Fabiano, Pena, Jardel, Kostadinov, Domingos, Gomes, etc...

Esse travo amargo tem a ver com a rapidez com que mudam de vontades. Ainda há 2 meses, em Junho, Falcao dizia que apesar das noticias que o davam em clubes no estrangeiro, ele dizia para os adeptos não se preocuparem pois esta época iria jogar no FC Porto. Apareceu para a pré-época, até já fez 2 jogos oficiais. E de repente, tudo muda. Um clube mediano, que nos últimos 20 anos pouco ganhou em títulos e até chegou a ser despromovido ao 2º escalão espanhol, mas que consegue ter um orçamento multimilionário quer para contratar, quer para pagar ordenados proibidos em Portugal. Não é que não possam ser pagos a 1 jogador num plantel como o FC Porto que investiu mais de 40 milhões de Euros esta época. O problema é que isso viria trazer desequilíbrios no interior do plantel, do balneário, e seria ainda pior a "emenda" que o "soneto".

É assim com tristeza que vejo partir mais um grande jogador - mais um de muitos que o FC Porto descobriu, formou e formatou para os grandes do futebol europeu. Porque ir ao Dragão é muito melhor quanto podemos ver no campo jogadores acima da média. O campeonato português perdeu valor, que ninguém duvide.

Espero que Falcao não se perca por Madrid, mas acho que fez uma má opção. Porque os jogadores do FC Porto que conseguiram sair para grandes clubes (como o Barcelona, Manchester United, Real Madrid, Chelsea ou Juventus, por exemplo) conseguiram ter sucesso desportivo para além do financeiro. Já para outros, como Lisandro ou Lucho Gonzalez, por exemplo, que saíram para clubes medianos, o sucesso desportivo tem sido diminuto, acabaram por perder os lugares na Selecção e só podem estar contentes pelas contas bancárias - mas desapareceram de circulação dos grandes jogadores...

Adeus, Falcao.

E adeus, Ruben Micael. Lamento ver mais um português a sair e ser substituído por um estrangeiro, belga neste caso. A equipa precisa de mais portugueses, é preciso estar atento ao nosso mercado e aos nossos jovens - veja-se que conseguiram chegar à final do Campeonato do Mundo U20 com alguns jovens que pertencem ao clube (Tiago Maia, Tiago Ferreira, Sérgio Oliveira...) e outros que já o foram (Caetano, Júlio Alves...) e entretanto compra jogadores, quase da mesma idade, por valores exorbitantes. Mesmo que seja para mais tarde os vender com elevados lucros, preferia ter um lucro mais pequeno e ter mais portugueses a jogar!
Enviar um comentário