2011/04/04

Vitória nas trevas



Durante 90 minutos mostrou-se superior ao visitado. Durante 25 jornadas mostrou-se ainda mais superior. E a vitória, com a feliz coincidência de ter sido na Luz, acabou à luz de velas graças à pequenez dos dirigentes que não só mostraram não saber perder em campo como, mais grave, não mostraram saber perder fora de campo.



Mas ainda assim agradeço o apagão. Porque dos 14 títulos que comemorei nos últimos 20 anos nenhum me ficará na memória como este, que à boleia dos 5-0 no Dragão e do apagão da Luz ficará para a história e memória daqui a muitos, muitos anos.



O importante é que este é o 25º título da nossa história (para se perceber a superioridade, é o 14º em 20 anos, o 7º em 10 anos, o 5º em 6 anos...) e um dos mais justos e, simultaneamente, fáceis de conquistar.



Os parabéns à direcção e aos jogadores, mas acima de tudo à equipa técnica e ao André Villas Boas em particular, que se mostrou o obreiro deste título.

O título está de volta a casa. E, se tudo decorrer com a normalidade dos útlimos 20 anos, por cá continuará mais alguns anos...
Enviar um comentário