2011/07/05

Filmes [14]: Rumo à Liberdade, de Peter Weir

Fui ontem à noite ver este "Rumo à Liberdade", baseado em factos verídicos e que retrata um dos aspectos menos falados (porque será?) da Segunda Guerra Mundial, que foi a existência de campos de concentração soviéticos desde o inicio da mesma.

Neste caso, retrata a fuga de um grupo de homens de um gulag (como se denominavam esses campos) oriundos de diversas nações invadidas por Estaline. Fuga essa que começou na Sibéria e foi sempre para Sul em direcção à India, após atravessarem os Himalaias pelo Tibete.

Sendo baseado no livro "A Longa Caminhada", diz-me quem o leu que o livro é muito melhor que o filme, tendo o filme até "deturpado" algumas situações.

Do filme, achei a fotografia fraca, a banda sonora quase inexistente - incluindo longos períodos sem som - e a forma como a história foi contada sem situar no tempo o percurso algo questionável - por exemplo, eu não percebi quanto tempo caminharam eles desde a Sibéria até à India, 7 mil kilometros.

A representação foi segura e razoável, apoiada em alguns actores interessantes de segunda linha - Ed Harris ou Colin Farrel - mas pedia um realizador de melhores instintos que este apagado Peter Weir - aposto que Peter Jackson, por exemplo, faria desta longa caminhada Rumo à Liberdade um filme épico. Por mim, não valeu a deslocação ao Porto para o ver - só está no NorteShopping aqui no norte!

Sinopse:
"Uma aventura que relata a fuga de um pequeno grupo de prisioneiros de várias nacionalidades de um gulag na Sibéria em 1940, bem como a sua jornada de vida ao longo de milhares de quilómetros por cinco países hostis."
Enviar um comentário