2011/09/11

11 de Setembro de 2001, 10 anos depois


Imagem TVcanal7

Já se passaram 10 anos sobre esta trágica data.

Trágica pelo elevado número de vitimas civis dos ataques às torres, mas também ao Pentágono e ainda do avião que, devido à galhardia dos seus passageiros, acabou por se despenhar no campo em vez de atingir, também ele, um qualquer alvo emblemático.

Trágica ainda por marcar uma nova era na vida do ocidente, condicionada pelo grande terrorismo internacional, feito a partir de dentro dos próprios países ocidentais por infiltrados que, usando meios civis, visam apenas atingir alvos civis e causar o maior número de vitimas possíveis, condicionando desde então a vitima de milhões de pessoas quanto à sua liberdade de circulação, fundamentalmente.

Depois dessa data, outros ataques aconteceram, nomeadamente em Madrid e Londres. Aparentemente apenas um ataque foi parado antes de acontecer, e terá sido mesmo no Porto, na cerimónia de abertura do Euro2004.

Depois dessa data, qualquer grande acontecimento como cimeiras, festivais ou eventos desportivos são alvo de uma paranóia colectiva de receio de um ataque. Ainda me lembro no Rock in Rio 2004 um avião que atravessou o recinto num vôo um pouco mais baixo que o habitual e que silenciou a multidão, atónita a olhar para o avião e a relembrar-se dos acontecimentos de 2001...

Neste dia, assim, tão especial, relembrar as imagens do terror e a vontade de alguns Homens que em aviões e nas torres lutaram pelas suas vidas e pelas vidas de milhares de outros, sem pedir nada em troca, é a melhor forma de saber que o que nos separa dos bárbaros é este principio de civilização que contemos em nós - não sendo perfeita, a sociedade moderna ocidental é o melhor que se pode ter, e apesar de todas as ameaças, continuamos a viver e a fazer aquilo que fazíamos antes do 11 de Setembro de 2001, mesmo que com mais precauções e condicionantes!
Enviar um comentário