2011/09/04

Linguagem de caserna

O futebol português voltou nos últimos dias a usar uma certa linguagem bélica. E não é entre clubes, é mesmo na selecção.

 

 Paulo Bento acusou Ricardo Carvalho de ser desertor. Este respondeu-lhe a dizer que se calhar então o seleccionador seria mercenário. Em resumo, não sei o que aconteceu na selecção, se houve conversas ou não, se foi um acto momentâneo e irreflectido ou se passou por algo mais que levou a este abandono da selecção de um dos melhores centrais que temos. O que sei é que com Paulo Bento isto acontecia com regularidade no Sporting. E desconfio que por detrás disto estão coisas de empresários... o resto, é a velha táctica militar de criar diversões, bombas de fumo, para esconder as movimentações dos soldados...
Enviar um comentário