2011/09/07

Leituras [62] - Lustrum, de Robert Harris



Lustrum, de Robert Harris, é o 2º livro de uma trilogia que este escritor do meu agrado está a fazer sobre o Império Romano (o primeiro livro foi "Imperium" e o último ainda não foi publicado, está em preparação, talvez em 2012 venha à estampa) e extremamente interessante pela forma como vivemos, pelo narrador Tirão (secretário pessoal de Cícero) o seu apogeu e declinio no império romano ao tempo de Catilina e do triunvirato de César, Pompeu e Crasso.

A política romana (seria assim tão diferente da actual?), as pequenas e as grandes intrigas, as alianças pontuais e as traições entre os grandes personagens da maior civilização da época são o constante de cada página deste romance ficticio, mas baseado em factos históricos, tão ao meu agrado e que este autor (4º livro dele que leio, depois de Pátria, Imperium e Pompei) e Steven Saylor tão bem retratam.

Agrada-me porque não só aprendo história quando leio, como ainda tiro lições para a vida, actual e futura, destas histórias...

Sinopse:

"Cego pela Ambição, Seduzido pelo Poder, Destruído por Roma
Lustrum é o segundo volume desta soberba trilogia sobre a vida de Cícero, o político e orador brilhante que viveu durante um dos períodos mais conturbados da história de Roma. O narrador é Tirão, secretário pessoal de Cícero ao longo de quase quatro décadas, e é através do seu olhar astuto que entramos nos meandros políticos da Roma Antiga e na labiríntica teia de intrigas que, sob a capa da traição, serve ambições cruéis. Com uma fundamentação histórica irrepreensível e um virtuosismo literário exuberante, Lustrum evoca a Roma de Cícero com uma vivacidade raramente conseguida.
"
Enviar um comentário