2011/06/12

Filmes [13]: O Discurso do Rei



Vi hoje, finalmente, o excelente "O Discurso do Rei", um filme sobre a luta que o príncipe Alberto, depois rei Jorge VI, pai da actual rainha de Inglaterra, teve de travar para conseguir superar o seu problema de gaguez.

Um filme muito interessante porque nos dá a conhecer o homem por detrás da figura real. Os seus problemas, a sua infância, o peso que recebeu nos seus ombros em substituir o irmão que não só queria casar com uma americana divorciada como, ainda por cima, tinha algumas simpatias por Hittler e o seu regime...

Para além disso, mostra como foi construída a relação de amizade com o seu terapeuta da fala, talvez o seu unico amigo - ele próprio lhe respondeu à pergunta "para que servem os amigos" com um honesto "não sei", pois não tinha nenhum até então...

Vale a pena ver, não só pela história, como ainda pela fotografia e planos de realização que enfatizam a dramaticidade de cada momento chave. Gostei particularmente de um momento em que o rei tem de discursar perante o parlamento e se sente sobrecarregado pelo peso dos antecessores e do local, culminando com um plano inferior desde os pés do rei a ver com uma grande angular todos os presentes e a amplidão da sala. Muito bom.

Recomendo. Não é um filme fantástico, inesquécivel. Mas é um bom filme, com boas interpretações de Colin Firth e Geoffrey Rush e uma boa realização do novato Tom Hooper.
Enviar um comentário