2011/06/04

Valeu a pena!

Foi interessante a ida à Feira do Livro. Desde que fui para Angola em 2006 que raramente tive oportunidade de voltar a ir às feiras dos livros (Porto ou Braga) porque raramente coincidiam com as minhas estadias cá.

Desta vez, consegui ir ao Porto (a minha preferida) e foi proveitosa.

De lá trouxe mais uns livros para a mesa de cabeceira, a ver se ponho leituras em dia (em Angola lia 1 livro por mês, às vezes mais, e agora cá ainda não acabei o que trouxe de lá iniciado...) - mas acima de tudo um que me deverá agradar pela temática e tipo de livro e porque o autor é já conhecido (li em 2007 "O Último Papa" de Luís Miguel Rocha) e porque hoje tive a oportunidade de o conhecer e comprar com um autografo dele o seu último livro, "A Mentira Sagrada". Nesta altura, na cabeceira da cama já estão uma biografia sobre "Sá Carneiro" (de Miguel Pinheiro) e outra de "Salazar" (de Filipe Ribeiro de Meneses), um livro de José Eduardo Agualusa ("Milagrário Pessoal") e ainda "O Império dos Espiões" de Rui Araújo. Curiosamente, todos autores portugueses...



Para além deste livro, ainda comprei o romance "Os Demónios de Berlim" de Ignacio del Valle e "Moderno Troppical", um livro fotográfico de arquitectura em Angola e Moçambique de 1948 a 1975, de Ana Magalhães e Inês Gonçalves, onde falam de diversos edifícios nas ex-colónias entre os quais o da ENSA no Lobito onde tive a oportunidade de intervir enquanto lá trabalhei.

Recebi ainda de oferta um livro sobre "O Islão", de Paul Lunde, um livro algo didáctico para compreendermos melhor o que é o Islão que tanto nos aflige nos dias de hoje, muitos vezes sem sabermos exactamente de que é que estamos a falar.

Por fim, a Sara trouxe mais uns livros de culinária, dos quais me faz já água na boca os "1000 Sabores da Doçaria Conventual" que só de folhear já nos engorda um kilo!
Enviar um comentário