2004/05/06

Os "casos" Vitória de Guimarães

1. O jogo à porta fechada
Felizmente que o bom senso prevaleceu e o CJ da FPF aceitou o pedido de suspensão do "castigo" primário aplicado e o jogo já poderá ser realizado com público.
É que apesar de, conforme disse há uns dias e post's atrás, os regulamentos da Liga e da FPF preverem esta sanção, a mesma pela leitura que depois fiz e pelo que li em vários órgãos informativos, só poderá ser aplicada como pena final (depois de realizado inquérito, ouvidas as partes, etc...) e não como pena provisória (essa poderá ser a interdição do campo até conclusão do inquérito, por exemplo).
Assim, tendo em atenção a crispação que tal decisão causou, tendo em atenção o estaleiro que toda a zona envolvente se encontra, tendo em conta o facto de o Alverca (clube que poderá baralhar as contas da manutenção) joga em Moreira de Cónegos (a cerca de 6Km do centro de Guimarães), julgo que esta seria a única atitude de bom senso para prevenir males maiores.

2. A conferência de imprensa do presidente do VSC, Pimenta Machado
Mais uma vez, embora de forma mais contida, volta a lançar algumas achas para a fogueira. A sua linguagem "bélica" ao longo de toda a época tem sido, quanto a mim, determinante nos casos de violência ocorridos. E se não falar, a coisa fica mais pacifica. Como voltou a falar das nomeações de árbitros, a associar a claque que reconhecidamente mais tem estado associada aos actos menos impróprios à oposição e até à Câmara Municipal (!), temo que com o "estourar" da bolha de emoções com que a cidade tem vivido, algo de grave se possa passar novamente... Pensei que a CI fosse para falar sobre o caso exclusivamente, mas afinal já está em preparação é a AG do dia 14 de Maio...

3. A "manif"
Apesar de ser natural que a Câmara Municipal se preocupe com as "coisas" da terra, julgo que começa a estar na altura de se "separarem as águas": a política é muito mais abrangente que o futebol!
Não gostei de saber que o Presidente da CMG faltou/adiou uma reunião com o Secretário de Estado do Ambiente para fazer coisas que deveriam em primeira instância caber ao presidente do VSC! Isto significa uma coisa apenas: que o futebol é mais importante que o ambiente para o executivo municipal. O que aliás não é novidade: o grande investimento do mandato foi o Estádio do VSC e o saneamento e a água canalizada continua por executar em mais de 30 das 68 freguesias de Guimarães!
Também, por isso, não acho que o Presidente da CMG deva abrir as portas da CMG para isto. O local próprio da "manif" era, para mim, o próprio Estádio D. Afonso Henriques, alvo da inusitada sanção! Mas se calhar, sou eu que estou enganado.

4. O comportamento dos adeptos
Ontem - tanto quanto saiba pois não pude lá ir (não estava em Guimarães a essa hora) - julgo que tudo correu bem. No domingo, para além de esperar ver o Estádio cheio a apoiar "positivamente" a equipa, espero que não haja desacatos e que as claques se controlem e façam exclusivamente aquilo para o qual elas existem: apoiar o clube com canticos e coreografias!
Se assim for, tudo correrá pelo melhor e com toda a certeza, para a próxima época, o VSC poderá voltar a lutar pela UEFA que é onde deverá sempre estar.
Enviar um comentário