2004/06/12

Começou mal...

...mas talvez acabe bem!

Apesar de tudo, a mim tendo-me desiludido pois no fundo ainda pensei que talvez a coisa viesse a dar certo, não foi nada que não estivesse à espera que viesse a acontecer. Há muito tempo que venho dizendo que Scolari é um fraco treinador de banco e que não há um fio condutor, não há uma "equipa" de Portugal.

Infelizmente, hoje no primeiro jogo oficial isso provou-se. Rehaggel ganhou em toda a linha táctica e ganhou em cada substituição que fez.

Pior, a equipa não aguentou a pressão de jogar em casa e se falhou muito individualmente, falhou acima de tudo, para mim, como equipa. E falharam vários jogadores. Ricardo foi mal batido, porque estava mal posicionado, no primeiro golo. Que foi um passe mal dado do Paulo Ferreira, muito fraco neste jogo. Jorge Andrade estava nervoso e falhou alguns lançes. Rui Costa passou ao lado do jogo. Simão também. E Pauleta esteve muito sozinho na frente.
Deco está em muito melhor forma que Rui Costa, como se viu na segunda parte e devia ser titular. Cristiano também está bem melhor do que o Simão. E com Ronaldo, Postiga ou Nuno Gomes, deviamos jogar com dois pontas de lança.

Para mim, contra a Rússia, na quarta, a equipa inicial devia ser:
Ricardo; Paulo Ferreira, Fernando Couto, Ricardo Carvalho, Nuno Valente; Figo, Costinha, Deco, Maniche; Pauleta e Ronaldo.

E já agora, acabei de ouvir o Scolari na conferência de imprensa a dizer que "não esperava todo este apoio do 1º ao último minuto"! Mas o que ele pensa? Infelizmente, protegido e endeusado pela imprensa lisboeta e pelos benfiquistas que sempre o viram com bons olhos por "afrontar" o FC Porto, temos agora o resultado: uma derrota e mais uma declaração afrontante para os portuenses e todos os portugueses que estavam lá no estádio do Dragão. Agora pagamos com juros um ano e meio de desvarios do gaúcho...

Vamos lá ver se ele deixa de ser teimoso na quarta e se começa a trabalhar a sério! Ainda quero acreditar que é possivel ir mais longe do que esta fase dos grupos! Força Portugal!
Enviar um comentário