2004/06/01

Eu fui...

...ao Rock in Rio e valeu a pena pelo Rui Veloso e, claro está, pelo Ben Harper.

Quanto ao resto, para além da incompetência da CP que não achou anormal esgotar o Alfa das 8:05 da manhã de Domingo e que por isso nos obrigou a esperar desde o encerramento do recinto (por volta das 4h30) até aí pelo comboio a dormir nos gelados atrios da Gare do Oriente, tudo correu bem: policia quanto baste para nos fazer sentir seguros (quer nas ruas, quer no próprio recinte) e uma excelente organização que não descurou pormenor algum (em particular o comercial...) onde apenas falhou o inicio do concerto do Peter Gabirel por 15 minutos...

No mais, fui porque o bilhete foi dado, pois um festival em Lisboa como este para além da complicação que as deslocações se tornam para o pessoal de longe, implicam demasiadas despesas que nem sempre e nem todos podem suportar. Mas o argumento que só em Lisboa é que estes eventos resultam fala mais alto do que o argumento que aqui no norte também teriam o mesmo ou até mais sucesso desde que convenientemente promovido (isto é, desde que a Galiza saiba...). Afinal, os grandes grupos de rock vão tocar à Galiza e muitas das vezes nem sequer a Lisboa vão...
Enviar um comentário