2009/04/02

Dois anos e um dia

Foi o tempo que passou desde o meu atribulado vôo da TAP a Portugal que me obrigou a dormir uma noite no cómodo aeroporto de Luanda entre outras aventuras...

E não é que hoje tudo se repetiu novamente?

E mais engraçado ainda... Um dos passageiros, o meu amigo aqui do Lobito, o José Simão, voltou a repetir a dose! E dizia-me ele há 2 ou 3 dias atrás: vou voar só no dia 2, não vá o diabo tecê-las... Foi por isso com um sorriso que recebi o telefonema dele hoje pelas 11h da manhã a comunicar o sucedido, nem ele queria acreditar em tamanha coisa.

Felizmente que, para além dos transtornos de tempo e planos que a situação causa, nada de mais grave parece ter acontecido.

Mas já são acidentes a mais em tão curto espaço de tempo...
Enviar um comentário